F1 GP de Singapura, Lewis Hamilton fez uma prova irretocável

Irretocável, Hamilton fatura o GP de Singapura e começa a sonhar com penta

A Ferrari chegou em Singapura com status de favorita, mas viu Lewis Hamilton contrariar as expectativas e dominar a 15ª etapa da temporada 2018. Além da pole “mágica” deste sábado, o britânico da Mercedes fez uma prova irretocável para não ser incomodado e vencer a corrida deste domingo, chegando ao sétimo triunfo no ano, o 69º da carreira. Max Verstappen e Sebastian Vettel completaram o pódio em segundo e terceiro, respectivamente.

Pódio do GP de Singapura — Foto: Reprodução

Para não dizer que a corrida foi 100% tranquila para o piloto da Mercedes, Hamilton levou um pequeno susto ao se aproximar dos retardatários Romain Grosjean e Sergey Sirotkin. O piloto da Haas, em disputa com o russo da Williams, acabou atrasando o britânico e permitindo a chegada de Max Verstappen. Mas o holandês não tentou o ataque e Hamilton seguiu na liderança, eventualmente ultrapassando o tráfego. Por ter atrapalhado o tetracampeão e ignorado bandeiras azuis, Grosjean foi punido pela direção de prova com + 5 segundos.

Assista aos melhores momentos  A Rede Globo TV

Talvez esperando um safety car ou a chuva, mais uma vez a Ferrari vacilou na estratégia e mandou Vettel para os boxes cedo demais por pneus ultramacios, fazendo com que o piloto precisasse andar em um ritmo fraco para não ser obrigado a fazer uma segunda parada. Para piorar, o alemão sequer pôde explorar o máximo dos compostos para atacar os rivais de RBR e Mercedes, já que ficou preso atrás de Sergio Pérez ao voltar dos boxes, perdendo tempo precioso.

Foto: Roslan Ahman/AFP

Classificação final GP de Singapura — Foto: Reprodução

GloboEsporte

Anúncios

Sorocaba, Ministério Público investiga militância política em escolas estaduais

A possibilidade de militância politico-partidária está sendo investigada em escolas estaduais de Sorocaba. A investigação ocorre em um inquérito aberto pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP). O MP pede no procedimento, entre outras coisas, o envio do projeto pedagógico usado nas escolas. A Diretoria de Ensino nega a ocorrência da situação nas unidades.

Por envolver menores, o promotor do caso, Marcelo Sigari Moriscot, preferiu não divulgar o teor da investigação e da denúncia. Via assessoria de imprensa, informou apenas que a apuração envolve a eventual violação ao direito de ensino dos alunos menores de 18 anos da rede pública estadual, em decorrência de doutrinação ideológica, através de militância político-partidária dentro e nos arredores da referida instituição de ensino.

Mas o Cruzeiro do Sul teve acesso à parte do documento. O documento pede a relação de todas as escolas públicas do estado de São Paulo. O promotor determina ainda o envio dos projetos pedagógicos que são seguidos pelos professores que lecionaram nas escolas estaduais, com todas as disciplinas ministradas e suas respectivas cargas horárias.

À Camara de Sorocaba, o MP pede que sejam enviadas cópias de um procedimento instaurado em relação a uma audiência pública realizada em outubro de 2017, no Plenário da Casa. Nessa data, ocorreu uma audiência pública no Legislativo, com o tema “Escola Sem Partido: Censura Ideológica no Ambiente Escolar”.

Esse inquérito é um desdobramento de um procedimento preparatório de um inquérito civil. A Diretoria de Ensino (DE) de Sorocaba afirmou que prestou todos os esclarecimentos sobre o caso e continua à disposição do Ministério Público. “A DE reitera que não há doutrinação nas escolas estaduais”, alega. Ainda conforme a DE, todas as atividades escolares e as aulas realizadas na Escola Estadual Ossis Salvestrini Mendes Profª, unidade escolar citado no inquérito, são desenvolvidas de acordo com o currículo estadual.

Resultado de imagem para escola ossis salvestrini

Jornal Cruzeiro do Sul

F1 GP da Itália, Lewis Hamilton vence

Fãs em Monza gritam

Com os dois carros da Ferrari na primeira fila do grid de largada do GP da Itália, neste domingo, a festa dos fanáticos fãs italianos estava armada em Monza. Porém, Lewis Hamilton jogou um balde de água fria nos “Tifosi” e, com uma baita ajuda de Valtteri Bottas para segurar Kimi Raikkonen e permitir sua aproximação, superou o “Homem de Gelo” e venceu a 14ª etapa do Mundial de 2018 da Fórmula 1.

O finlandês da Ferrari, de saída da equipe para a chegada de Charles Leclerc, recebeu a bandeirada em segundo. Verstappen chegou em terceiro, mas, punido com 5s por um toque em Bottas, acabou caindo para quinto. Com isso, o piloto da Mercedes herdou o lugar do holandês no pódio. Sebastian Vettel, que largou em segundo, mas se chocou com Hamilton ainda na primeira volta, caiu para o fim do grid. Contudo, assim como Bottas, o alemão também se beneficiou com a punição de Max e, após escalar o grid em corrida de recuperação, terminou em quarto.

Confira os melhores momentos  A Rede Globo TV

Raikkonen larga muito bem e fecha a porta para Vettel, que também defende com maestria contra Hamilton na primeira curva. Contudo, na segunda chicane, Hamilton ataca e se choca com Vettel, que roda e cai para o fim do grid com danos na asa dianteira. O britânico permanece no segundo lugar, com Raikkonen na ponta. A corrida entra em modo de safety car após Brendon Hartley bater em Marcus Ericsson na largada.

Resultado final do Grande Prêmio da Itália, em Monza (Foto: Reprodução)

GloboEsporte

Delegacia Eletrônica Proteção Animal

Maus tratos a animais denuncie 2018

A partir de agora, você entrou em um ambiente seguro para que possa fazer suas denúncias envolvendo animais com total tranquilidade.

A DEPA é um serviço via internet à disposição da população para denúncias de crimes ocorridos no Estado de São Paulo. É necessário identificar-se para fazer a denúncia e o sigilo dos dados serão preservados se optar pela privacidade no momento do cadastro da denúncia.

As providências tomadas pela polícia poderão ser acompanhadas através do número de protocolo gerado após a efetivação da denúncia, juntamente com o número do CPF do denunciante informado.

ATENÇÃO – FALSA COMUNICAÇÃO É CRIME

A falsa comunicação de um crime também é crime e tem pena prevista no Artigo 340 do Código Penal Brasileiro. Todas as informações descritas aqui devem ser verdadeiras.

Escolha uma das opções abaixo:

 DENUNCIAR    ou    ACOMPANHAR DENÚNCIA