F1 GP do Brasil, Lewis Hamilton vence em Interlagos

Até um grande campeão como Lewis Hamilton também precisa de um pouco de sorte. Mesmo não tendo o melhor carro da pista, neste domingo, em Interlagos, o pentacampeão da F1 se aproveitou de um entrevero entre Max Verstappen e Esteban Ocon para vencer pela 72ª vez na categoria. Depois de ser superado pelo holandês ainda na primeira metade da prova, Lewis viu o líder se chocar com o retardatário da Force India, entregando de bandeja o troféu de primeiro lugar no GP do Brasil.

O pódio em Interlagos — Foto: Getty Images

Mesmo após o toque com Ocon, Verstappen conseguiu voltar para a pista e fechar a prova na segunda colocação. Mais rápido que Sebastian Vettel durante toda a corrida, Kimi Raikkonen recebeu a bandeira quadriculada na terceira posição. Saindo de 11º, Daniel Ricciardo superou o drama vivido no México, terminando em um ótimo quarto posto. Em tarde apagada, a dupla Bottas e Vettel fechou os seis primeiros, em quinto e sexto respectivamente.

Confira os melhores momentos do GP do Brasil A Rede Globo TV

GP do Brasil: 10 informações que você precisa saber sobre a corrida

F1 GloboEsporte

Anúncios

Rodovia Castello Branco, velocidade máxima diminui entre Barueri e Itapevi

A CCR ViaOeste informou que, a partir do dia 17 de novembro, a velocidade máxima estabelecida no trecho entre o km 26+400 e o km 33 da pista Oeste (sentido Interior) da Rod. Castello Branco (SP 280), região entre Barueri e Itapevi, será reduzida para os veículos leves e pesados.

A redução da velocidade regulamentada será:

– de 120 km/h para 100 km/h para os veículos leves

– de 90 km/h para 80 km/h, no caso dos veículos pesados

Foto sobre "Velocidade máxima diminui na Castello Branco entre Barueri e Itapevi"

Segundo a concessionária, a adequação acontece com base em estudo técnico aprovado pela ARTESP (Agência Reguladora de Transportes de São Paulo) e acompanha o crescimento das cidades próximas à rodovia, que geram um alto volume de tráfego em movimentações de curta distância no trecho. “O objetivo de tal adequação é manter os níveis de conforto e segurança da rodovia nos altos padrões do Programa de Concessões do Estado de São Paulo”, afirma Diogo Stiebler, gestor de Tráfego da CCR ViaOeste.

A concessionária implantará a sinalização de regulamentação adequada. As alterações já estão sendo comunicadas para os usuários desde o dia 17 de outubro, 30 dias antes da alteração, por meio de faixas e dos painéis eletrônicos na rodovia.

CCR ViaOeste

Lewis Hamilton é campeão mundial de F1 pela quinta vez após 4º lugar no GP do México

Lewis Hamilton é campeão mundial de F1 pela quinta vez após 4º lugar no GP do México

Se Lewis Hamilton já tinha um lugar garantido na história da Fórmula 1, neste domingo, no México, o britânico da Mercedes adicionou mais um capítulo importante na sua impressionante carreira. Com um quarto lugar na corrida mexicana, ele garantiu o quinto título da categoria máxima do automobilismo mundial, igualando o argentino Juan Manuel Fangio – ambos pentacampeões do mundo.

Veja a comemoração  de Lewis Hamilton  A Rede Globo TV

O pódio do GP do México de 2018 — Foto: Getty Images

Sebastian Vettel bem que tentou adiar a decisão para o GP do Brasil, daqui a duas semanas em São Paulo, mas não passou de uma segunda colocação.

Acompanhe a largada do GP do México por todos os ângulos A Rede Globo TV

O Topt 3 do GP do México de F1 — Foto: Reprodução/Twitter

Max Verstappen, por sua vez, fez uma bela largada, saindo da segunda posição para tomar a ponta ainda na primeira curva. Daí em diante foi um verdadeiro passeio do holandês da RBR, que rumou solitário para conquistar sua quinta vitória na Fórmula 1. Vindo de um importante triunfo nos EUA, Kimi Raikkonen fechou os três primeiros colocados. Daniel Ricciardo, que havia feito a pole position, abandonou há poucas voltas do final, com problemas no motor Renault de sua RBR #3.

Melhores momentos do GP do México A Rede Globo TV

Corrida - GP do México — Foto: Reprodução/Twitter

Globo Esporte 

Jair Messias Bolsonaro (PSL), de 63 anos de idade, é o novo presidente da República Federativa do Brasil

Deputado desde a década de 1990, Jair Bolsonaro é eleito presidente com discurso conservador

Jair Messias Bolsonaro (PSL), de 63 anos de idade, é o novo presidente da República Federativa do Brasil. O resultado foi confirmado às 19h21 pela Justiça Eleitoral após a apuração de 94,4% das urnas apontarem que o candidato obteve 14.887.477 68,5% dos votos válidos, contra 32,4% de seu adversário, o candidato Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro é eleito presidente com mais de 55,2 milhões de votos, contra 44,1 milhões de Haddad. Brancos e nulos somaram 9% na votação deste domingo, que contou com a participação de mais de 147 milhões de eleitores em todo o País e no exterior.

O candidato do PSL já havia sido o mais votado no primeiro turno, no último dia 7, quando obteve pouco mais de 46,8% dos votos válidos, contra 28% de Fernando Haddad.

Bolsonaro chega ao Palácio do Planalto após conquistar um eleitorado identificado com ideais de direita e conservadores. Sob o lema “Brasil acima de todos, Deus acima de tudo”, o deputado federal apostou em discursos em defesa da família, da fé, e de combate à corrupção e à criminalidade para chegar à Presidência.

Nascido em 21 de março de 1955, na cidade de Glicério (SP), no interior de São Paulo, Bolsonaro construiu toda sua carreira política no Rio de Janeiro (RJ). Ele serviu ao Exército Brasileiro de 1977 a 1988 quando se aposentou como capitão para assumir o cargo de vereador pela capital fluminense, eleito, na época, pelo Partido Democrata Cristão (PDC).

Dois anos depois, nas eleições de 1990, o ex-militar foi eleito deputado federal pelo mesmo partido e desde então não saiu mais da Câmara dos Deputados, sendo eleito em mais quatro eleições consecutivas. Bolsonaro, portanto, tem 30 anos de vida pública, mas sempre ocupou cargos no legislativo, sendo as eleições 2018 a sua primeira para um cargo executivo.

Jair Bolsonaro será o 42º presidente do Brasil, o oitavo eleito desde a redemocratização do País. Ele subirá a rampa do Palácio do Planalto em janeiro, quando tomará posse no lugar de Michel Temer (MDB) para dar início ao seu mandato, que vai até o dia 31 de dezembro de 2022.