São Paulo, chuva constante faz Cantareira ter maior alta desde o início da crise

O sistema Cantareira se beneficou mais uma vez das chuvas constantes de fevereiro e teve nesta quarta-feira (18) sua maior alta em um único dia desde o início da crise, em janeiro de 2014. O nível das represas passou de 8,3% para 8,9%, segundo boletim divulgado pela Sabesp.

Sistema Cantareira teve 14ª alta de fevereiro (Foto: Nilton Cardin/Estadão Conteúdo)

Sistema Cantareira teve 14ª alta de fevereiro (Foto: Nilton Cardin/Estadão Conteúdo)

As chuvas até agora já superaram em 29% o previsto para 28 dias. O volume de precipitação (257 mm) também é o maior desde o começo da crise, mas o racionamento ainda não está descartado pelo governo e a situação ainda é critica. No mesmo dia do ano passado, o manancial, que abastece 6,2 milhões de pessoas, estava em 18,4%, e os dois volumes mortos ainda não tinham começado a ser captados.

CANTAREIRA  180215

Nesta quarta-feira também choveu nos outros cinco sistemas que abastecem a Grande São Paulo. O Guarapiranga, segundo maior em número de pessoas abastecidas (5,2 milhões), foi de 55,6% para 56,3%. O Alto Tietê, sistema em estado mais crítico depois do Cantareira, passou de 15,2% para 16,3%.

Nível das represas
Confira abaixo o volume dos seis sistemas que abastecem a Grande São Paulo:

Cantareira: 8,3% para 8,9%;
Alto Tietê: subiu de 15,2% de 16,3%;
Guarapiranga: subiu de 55,6% para 56,3%;
Alto Cotia: subiu de 34,7% para 35,3%;
Rio Grande: subiu de 82% para 82,9%;
Rio Claro: subiu de 33,2% para 34,6%.

G1 São Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s