F1 GP da Malásia, Sebastian Vettel vence em Sepang

Sebastian Vettel é um homem de palavra. Logo depois de cravar o segundo melhor tempo na classificação de sábado, o alemão afirmou que a vitória era realmente possível em Sepang, apesar da força de Lewis Hamilton e da Mercedes na temporada 2015 da F1. Dito e feito. Em cima de uma estratégia certeira e de uma pilotagem impecável nas 56 voltas da prova, o tetracampeão surpreendeu os prateados e conquistou a primeira vitória pela Ferrari na Malásia neste domingo (29).
GP da Malásia Vettel vence 2 290315
É também o primeiro triunfo da esquadra italiana desde o GP da Espanha de 2013 e o primeiro de Vettel desde a etapa do Brasil do mesmo ano, quando ainda defendia a Red Bull.

Lewis Hamilton e Nico Rosberg tiveram, então, a amarga tarefa de completar o pódio. O inglês cruzou a linha de chegada na segunda colocação, enquanto o alemão surgiu em terceiro. Ainda assim, Hamilton continua líder do Mundial, agora com 43 pontos.

GP da Malásia Vettel vence 1 290315Depois de uma boa largada, Felipe Massa viveu um GP malaio bastante disputado e, no fim, ainda teve de enfrentar uma dura batalha contra o companheiro de Williams, Valtteri Bottas, mas perdeu e chegou em sexto. Kimi Räikkönen fechou à frente dos dois, em quarto. Já Felipe Nasr foi apenas o 12º.

A esta altura do campeonato, a FIA já está querendo lavar com pimenta e sabão a boca de Sebastian Vettel. O alemão não se preocupou em usar as palavras mais lindas e polidas depois de vencer o GP da Malásia deste domingo (29) em sua segunda aparição como piloto da Ferrari no Mundial de F1. Pelo contrário: a sinceridade falou mais alto.

Nas voltas finais, ao se ver dentro do carro vermelho na liderança em Sepang, a cabeça de Vettel foi tomada por pensamentos que o deixaram receoso. Ou melhor, com a sensação popularmente conhecida como ‘cagaço’, se é para ser sincero como ele.
“Para ser honesto, e eu não deveria dizer isso, mas eu estava me cagando nas últimas voltas por causa dos pensamentos que passavam pela minha cabeça. Eu olhava por cima do chassi e pensava ‘este é o carro vermelho e você está prestes a vencer’. Então pensei, OK, pare de pensar nisso, do contrário vai errar a curva ou algo assim”, admitiu Vettel na entrevista coletiva oficial da FIA.

Antes mesmo de as luzes se apagarem em Sepang para a segunda etapa da F1 em 2015, o grid novamente teve uma baixa. Por conta de um problema terminal no sistema de combustível da Manor Marussia, Will Stevens foi obrigado a desistir da prova malaia, reduzindo, assim, para 19 carros a disputa na quente e úmida pista de Kuala Lampur.

Na pista, com exceção da dupla da McLaren, todo o resto decidiu largar com os pneus médios – conforme as regras, os dez primeiros obrigatoriamente precisam sair com os compostos usados no Q2.

Dito isso, vamos à largada. O pole Lewis Hamilton saiu bem da posição de honra e não deu qualquer chance a Sebastian Vettel, que assegurou o segundo posto já fechando a passagem de Nico Rosberg ainda na reta principal de Sepang.

Daniel Ricciardo logo se colocou atrás dos três ponteiros e foi seguido por Felipe Massa, que fez boa saída a partir do sétimo lugar. Daniil Kvyat surgiu logo em seguida, em sexto, à frente de Nico Hülkenberg — o alemão ganhou seis colocações na largada —, Marcus Ericsson, Max Verstappen e Romain Grosjean, outro que teve bom início. O francês da Lotus passaria o novato logo na segunda volta.
O giro 2 da prova também viu um incidente entre Felipe Nasr e Kimi Räikkönen. Disputando o 12º posto, o brasileiro acabou tocando na Ferrari do finlandês na curva final da pista malaia, causando um furo no pneu traseiro esquerdo. Os dois tiveram de ir aos boxes em seguida.
GP da Malásia Vettel vence 4 290315
Uma volta mais tarde, Ericsson acabou escapando da pista sozinho depois de rodar na aproximação da curva 1. Com o sueco parado na brita, a direção de prova decidiu colocar o safety-car até que o resgate da Sauber fosse concluído.

Nesse momento, muita gente também optou por visitar os boxes. Entre os ponteiros, Hamilton, Rosberg, Massa e Ricciardo foram para a troca de pneus. Os dois primeiros escolheram já sair com os pneus duros, enquanto os demais foram ainda nos médios. Vettel, Hülkenberg, Grosjean e Sainz Jr., ao contrário, acharam melhor permanecer na pista.

O carro de segurança saiu no fim da volta seis. E o tetracampeão da Ferrari tratou logo de abrir caminho à frente. O alemão era seguido por Hülk, Grosjean, Sainz, Pérez, Hamilton, Ricciardo, Massa, Rosberg e Kvyat.

Grande prêmio logo

Evelyn Guimarães

RESULTADO FINAL – GP DA MALÁSIA

Pos Pilotos Equipes Tempo
Sebastian Vettel
Ferrari 1h41min05s793
Lewis Hamilton
Mercedes +8s569
Nico Rosberg
Mercedes +12s31
Kimi Räikkönen
Ferrari +53s822
Valtteri Bottas
Williams +70s409
Felipe Massa
Williams +73s586
Max Verstappen
Toro Rosso +97s762
Carlos Sainz Jr
Toro Rosso +1 volta
Daniil Kvyat
Red Bull +1 volta
10º
Daniel Ricciardo
Red Bull +1 volta
11º
Romain Grosjean
Lotus +1 volta
12º
Felipe Nasr
Sauber +1 volta
13º
Sergio Pérez
Force India +1 volta
14º
Nico Hulkenberg
Force India +1 volta
15º
Roberto Merhi
Manor +3 voltas
16º
Pastor Maldonado
Lotus não completou
17º
Jenson Button
McLaren não completou
18º
Fernando Alonso
McLaren não completou
19º
Marcus Ericsson
Sauber não completou

Assista aos melhores momentos do GP da Malásia  A Rede Globo TV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s