Copa do Brasil, Santos vence o primeiro jogo

O Santos terá a vantagem do empate na partida de volta das finais da Copa do Brasil, dia 2, no Allianz Parque. Nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, Gabriel marcou o único gol da vitória sobre o Palmeiras. Artilheiro da competição com oito gols, o jovem atacante perdeu um pênalti nos primeiros minutos da decisão, mas depois se redimiu. Para isso, precisou superar Fernando Prass, responsável direto por ter mantido a vantagem mínima ao Santos.

A final, diferentemente das outras fases da Copa do Brasil, não privilegia o time que marca um gol fora de casa em caso de desempate. Assim, ainda que o Santos marque no Allianz Parque, qualquer vitória palmeirense por um tento de diferença levará a decisão do título para os pênaltis.

Os dois maiores ganhadores de títulos nacionais em campo, a Copa do Brasil começa a ser decidida na noite desta quarta-feira. Às 22 horas (de Brasília), na Vila Belmiro, medem forças Santos e Palmeiras, como nos tempos dos ídolos Pelé e Ademir da Guia.

Com seus respectivos camisas 10 no auge, Peixe e Verdão colecionaram taças durante os anos 1960 e 1970. Embalado pela Academia de Futebol, o time alviverde detém 11 títulos nacionais. Já os alvinegros, graças ao Rei, contabilizam nove conquistas do gênero.

O Palmeiras foi campeão da Taça Brasil (1960 e 1967), do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969) e do Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994). Para completar, ainda venceu a Copa do Brasil (1998 e 2012) e a Copa dos Campeões (2000).

O Santos também conquistou a Taça Brasil (1961, 1962, 1963, 1964, 1965), o Roberto Gomes Pedrosa (1968) e o Campeonato Brasileiro (2002 e 2004) – a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) unificou os títulos dos três torneios -, além da Copa do Brasil (2010).

Gabriel Palmeiras

Na tentativa de aumentar sua vantagem como recordista de títulos nacionais, o Palmeiras não contará com o volante Thiago Santos, que já disputou a Copa do Brasil pelo América-MG. O técnico Marcelo Oliveira não confirmou, mas deve formar a cabeça de área com Amaral ao lado de Arouca, já recuperado de lesão.

Misterioso, o treinador ensaiou o time em um treino fechado na Academia de Futebol e não descartou a possibilidade de entrar com três volantes. “Tudo pode ser. Vamos observar a resposta dos jogadores e a estratégia em relação ao adversário, mas sempre utilizando o melhor para que o Palmeiras possa construir sua vitória”, disse.

Arouca conduz a bola marcado por Thiago Maia na Vila Belmiro

Depois de perder três finais da Copa do Brasil, Marcelo Oliveira busca o título inédito. Então técnico do Coritiba, ele ficou com o vice nas temporadas de 2011 (perdeu para o Vasco) e 2012 (perdeu para o próprio Palmeiras). No ano passado, pelo Cruzeiro, caiu diante do rival Atlético-MG.

“Na Europa, um técnico que é três vezes vice-campeão ganha prêmio. Aqui, pode ser um fracasso. Não tenho que pensar nisso. Vou pensar que é muito positivo chegar à final em uma competição que começa com 80 equipes, entre elas as principais do Brasil”, afirmou o treinador.

Lucas Lima e Zé Roberto se chocam na tentativa de ficar com a bola

Se Marcelo Oliveira segue em busca de sua primeira Copa do Brasil, Dorival Júnior já foi campeão, em 2010, com o próprio Santos. O treinador deve escalar como titular o lateral direito Victor Ferraz, que voltou após dois meses de inatividade diante do Coritiba.

“Será uma final contra um adversário complicado. O Palmeiras tem uma grande equipe, com jogadores de qualidade e veio crescendo na competição. Como o elenco ainda não se conhece bem, tem altos e baixos. Já nosso time evoluiu no momento certo, depois de uma situação incomoda”, disse Renato, campeão brasileiro pelo Santos em 2002 e 2004.

A série de confrontos na temporada acendeu a rivalidade entre os dois times, adversários ferrenhos nos anos 1960 e 1970. Ganhador da final do Campeonato Paulista nos pênaltis, a equipe alvinegra venceu os três jogos na Vila Belmiro e perdeu os dois no Palestra Itália. No último duelo, Fernando Prass e Ricardo Oliveira se estranharam.

FICHA TÉCNICA

SANTOS  X  PALMEIRAS

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 25 de novembro de 2015, quarta-feira

Horário: 22 horas (de Brasília)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos Fifa-SP)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel, Gabriel e Ricardo Oliveira

Técnico: Dorival Júnior

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Zé Roberto; Amaral e Arouca; Robinho, Dudu e Gabriel Jesus; Barrios

Técnico: Marcelo Oliveira

Melhores momentos da partida A Rede Globo TV

O Santos foi recebido com festa pela torcida ao chegar ao estádio (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Terra – Esportes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s