Sorocaba terá mais 14 residências terapêuticas

Hospital Vera Cruz em Sorocaba

Sorocaba terá 14 novas residências terapêuticas até o final do primeiro semestre. A informação foi passada por representantes da Secretaria da Saúde (SES) de Sorocaba, durante reunião realizada na Prefeitura de Sorocaba nesta segunda-feira (14). A medida visa diminuir o número de pacientes da cidade no Hospital Vera Cruz, atendendo ao Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que é voltado à desinstitucionalização de pacientes de saúde mental na região. Representantes de 47 municípios da área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS-16) também foram convidados a participar do encontro. As cidades que têm pacientes internados no Vera Cruz devem apresentar ações e propostas para receber seus pacientes de saúde mental ainda nesta segunda-feira. Os municípios que não atenderem a solicitação podem sofrer sanções do Ministério Público.
Segundo o secretário de Saúde, Francisco Fernandes, sete das novas residências terapêuticas serão entregues até maio e as demais até julho. O número de pacientes que ficarão em cada residência não foi divulgado, ou seja, ainda não é possível saber se os novos espaços serão suficientes para abrigar todos os pacientes de Sorocaba que estão no Vera Cruz.
Atualmente, Sorocaba tem 26 residências terapêuticas, sendo que 15 são do instituto Moriah. Com as novas, o município terá, ao todo, 40 residências terapêuticas.

No Vera Cruz
Dos 453 pacientes internados atualmente no Hospital Psiquiátrico Vera Cruz, sob intervenção da Secretaria da Saúde (SES), 316 (70% do total) são procedentes de 90 outros municípios e estão sendo tratados em Sorocaba. Parte desse contingente está ligado a 35 cidades na área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS-16) – órgão do governo do Estado. São 164 pacientes de fora e 137 especificamente de Sorocaba, que também fazem parte desse grupo.
Os municípios da região que tem pacientes no Hospital Vera Cruz são: Alumínio, Angatuba, Apiaí, Araçoiaba da Serra, Boituva, Bom Sucesso de Itararé, Buri, Capão Bonito, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Guapiara, Guareí, Ibiúna, Itaberá, Itapetininga, Itapeva, Itapirapuã Paulista, Itararé, Itu, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Ribeira, Ribeirão Branco, Riversul, Salto, Salto de Pirapora, São Roque, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim.
Em média, a despesa com manutenção de um paciente no Hospital Vera Cruz é de R$ 100 por dia, dos quais R$ 64,42 (64,42%) são custeados pela Prefeitura de Sorocaba independente da procedência do paciente e a outra parte, R$ 35,58, cabe ao Governo Federal, via Sistema Único de Saúde (SUS). Desta forma, o gasto mensal total é de aproximadamente R$ 1,3 milhão, dos quais R$ 880 mil estão sendo custeados pela Prefeitura de Sorocaba.
O encontro desta segunda-feira teve como objetivo mostrar os principais destaques do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que estabelece a conclusão do processo de desinstitucionalização na região, até dezembro deste ano. Além disso, foi exigido um posicionamento formal dos municípios quanto à situação financeira atualizada de cada um.

Com informações de Ana Cláudia Martins – Jornal Cruzeiro do Sul – Sorocaba – SP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s