Detran SP, depois de 14 dias funcionários encerram a paralisação

A greve dos funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo foi suspensa ontem (04/07/2016). Durante a segunda-feira, os agentes e oficiais de trânsito retomaram suas atividades integralmente em todo o Estado. Já os oficiais administrativos, fizeram, ainda ontem, assembleia presencial e on-line para decidir os rumos da greve e, segundo o Detran, também optaram por encerrar a paralisação. A expectativa do órgão é de que os prazos para emissão de documentos voltem gradativamente à normalidade.

De acordo com o Detran, os agentes e oficiais de trânsito votaram pela suspensão da paralisação no fim de semana após reunião realizada pela Presidência do Departamento de Trânsito com a Associação dos Empregados Públicos do Detran-SP, no dia 30. Nessa reunião, ficou acordado que o desconto feito na folha de pagamento pelos dias não trabalhados será ressarcido mediante compensação e que será criado um grupo de trabalho, formado por representantes da associação e do Detran-SP, para analisar a reivindicação de reajuste.

Os oficiais administrativos, representados pelo Sindicato dos Cargos Administrativos de Carreira do Estado de São Paulo (Sindcaesp), realizaram ontem uma assembleia presencial na Capital e on-line para os funcionários do interior, com o objetivo de decidir também uma possível suspensão da greve, por 20 dias. O delegado regional do Sindcaesp, Jessé Coelho, disse que o Detran condicionou as negociações à criação desse grupo de trabalho, que deverá avaliar as reivindicações dos funcionários. A última proposta apresentada pelo Sindcaesp foi de um aumento de 35% dividido em três vezes. “Seria 10% agora, 10% em novembro e 15% em março”, explicou. O delegado era contra a proposta de suspensão da paralisação, por acreditar que poderia enfraquecer o movimento.

A paralisação da categoria teve início no último dia 20, sendo que 30% dos funcionários seguiram trabalhando. Em Sorocaba, quem precisou solicitar documentos não encontrava dificuldades na tarde de ontem, visto que os funcionários de atendimento são terceirizados. “Dei entrada na CNH hoje e foi normal, rápido”, contou Victor Hugo do Santos Nascimento, 19 anos. Marli dos Reis, 49 anos, que foi ao local solicitar o documento de um veículo, também não teve problemas, “Em cinco minutos fui atendida”, relatou. O problema estaria na hora de retirar os documentos, já que os funcionários responsáveis estavam em greve. “O pessoal está reclamando que vem pegar o documento e não está pronto”, contou Jessé de Góes Moraes, 59 anos, que vende impressões e xerox em frente ao local.

Detran

O Detran informou ainda que os agentes e oficiais de trânsito, cujos salários são, respectivamente, de R$ 4.500 e R$ 1.800, são empregados públicos contratados pelo regime celetista, sendo que esses profissionais ingressaram no órgão por meio de concurso público realizado em 2013; enquanto os oficiais administrativos tiveram, desde 2013, 80,2% de reajuste em seus vencimentos, que passaram de R$ 1.059,70 para os atuais R$ 1.908. O Detran ressaltou que a reivindicação de vale-refeição, no valor de R$ 23 por dia, já foi atendida para todos os profissionais. A licitação do benefício estaria em curso.

Priscila Fernandes – Jornal Cruzeiro do Sul de Sorocaba SP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s