F1 GP da China, Hamilton arranca pole na raça na batalha com Vettel

Na primeira etapa do campeonato, na Austrália, foi assim também. Lewis Hamilton, da Mercedes, estabeleceu a pole position, como neste sábado, na China, segunda prova do calendário, à frente de Sebastian Vettel, da Ferrari. Mas, no domingo, quem celebrou a vitória na corrida de estreia do novo regulamento foi o piloto alemão. Hamilton ficou em segundo.

Sob chuva? Hamilton x Vettel terá novo capítulo no GP da China

Apesar de o Circuito de Xangai ser completamente distinto da pista do Albert Park, em Melbourne, e os pilotos não terem treinado na sexta-feira, por causa do mau tempo, a luta pela pole position, neste sábado, foi bem semelhante à de duas semanas atrás. Nesse momento Mercedes e Ferrari têm carros de desempenho muito semelhante e Hamilton e Vettel se mostram mais eficientes que seus companheiros.

A exemplo da Austrália, Valtteri Bottas registrou o terceiro tempo na definição do grid, mas mais perto agora de Hamilton do que na estreia na Mercedes, 187 milésimos diante de 293. Kimi Raikkonen, da Ferrari, quarto, também ficou atrás de Vettel de novo e, como Bottas, mais próximo: 577 milésimos na Austrália e 276 neste sábado.

Sebastian Vettel no GP da China (Foto: Getty Images)

O fato de Hamilton largar na primeira posição no grid não é, como nos três últimos anos, quase uma garantia de vitória. A ameaça vinha do parceiro de Mercedes, Nico Rosberg, que decidiu encerrar a carreira na F1 depois do título do ano passado. Este ano é diferente. O modelo SF70H italiano parece ser tão ou mais veloz que o W08 Hybrid alemão.

Assista como o Grid foi definido para o GP da China  A Rede Globo TV

Vettel ficou a 186 milésimos de Hamilton enquanto no grid da primeira etapa, a 268. Os dois projetaram o que esperam da corrida. O GP da China terá 56 voltas no traçado de 5.451 metros. “Deveremos ter um dia atípico. Fui informado de que há boa chance de chover e eu ainda não pilotei os novos pneus de chuva este ano, será divertido com esses carros e pneus largos”, disse Hamilton.

Mas o piloto inglês falou algo ainda mais importante: “A Ferrari tem um carro muito, muito rápido, particularmente com o acerto de corrida, que o faz trabalhar melhor os pneus, em especial se estiver quente”.

Foi esse fator que levou Vettel vencer em Melbourne e deixar Hamilton em segundo, depois de o piloto da Mercedes liderar até o seu pit stop, na 17ª volta de um total de 57. Vettel saiu dos boxes na sua frente depois da parar, na 23ª volta, e recebeu a bandeirada em primeiro.

Globo – Livio Oricchio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s