Arquivo do autor:Paulo R Tamer

Sobre Paulo R Tamer

Diretor de Escola.

Príncipe Harry e Meghan Markle se casam em cerimônia que uniu tradição e modernidade

Príncipe Harry e Meghan Markle no altar (Foto: Reprodução/TV Globo)

O príncipe Harry e a atriz norte-americana Meghan Markle casaram-se neste sábado (19/05/18) na Capela de São Jorge, no castelo de Windsor.

Com isso, Meghan torna-se membro da realeza britânica, concretizando o enlace que nas últimas semanas tomou conta do noticiário no mundo todo.

Lotada de celebridades, a emocionante cerimônia misturou elementos tradicionais e modernos.

O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder espiritual da Igreja Anglicana, tomou os votos matrimoniais dos noivos, que passaram grande parte da cerimônia de mãos dadas. Michael Curry, o bispo presidente da Igreja Episcopal dos EUA, fez um sermão sobre o amor e citou ativista negro Martin Luther King.

A cerimônia teve diversos momentos emocionantes, como o sermão do bispo americano Michael Curry e a versão da música “Stand By Me” cantada por um coro gospel.

Jornal Hoje Rede Globo TV  A Rede Globo TV

Entrada da noiva

Após a polêmica provocada pela ausência de seu pai Thomas Markle, Meghan entrou sozinha na capela, acompanhada por dez crianças que fizeram pares de damas de honra e pajens, entre eles o príncipe George e a princesa Charlotte, filhos do príncipe William e de Kate Middleton.

O pai de Meghan passou por uma cirurgia no coração recentemente.

Com a ausência de Thomas, o príncipe Charles – pai de Harry e William – levou Meghan até o altar. Ela deu o braço ao sogro, o príncipe Charles, apenas nos metros finais.

Príncipe Harry e Meghan Markle durante passeio de carruagem por Windsor (Foto: Dylan Martinez/Reuters)

Seguindo a tradição iniciada com a princesa Diana, em 1981, Meghan decidiu não pronunciar a palavra “obedecer” dos tradicionais votos de casamento. Em inglês, os votos tradicionais para a mulher costumam citar “love, cherish and obey” (amar, cuidar e obedecer, em português). Meghan disse apenas “love and cherish” (amar e cuidar). Isso já é comum em casamentos no Reino Unido, mas, em relação à família real, a escolha pode ser considerada moderna.

Feminista, Meghan defende a igualdade de direitos entre homens e mulheres e é representante da ONU Mulheres, braço da Organização das Nações Unidas para a promoção da igualdade de gênero.

G1

Anúncios

F1 GP da Espanha, Lewis Hamilton vence em Barcelona

A temporada de 2018 bem que começou complicada para Lewis Hamilton, mas agora tudo está de volta à normalidade. Depois de ganhar no Azerbaijão na base da sorte após o pneu furado de Valtteri Bottas no fim, o inglês dominou praticamente de ponta a ponta o GP da Espanha e chegou à segunda vitória consecutiva. Agora, o tetracampeão soma 95 pontos no campeonato e, dessa forma, amplia para 17 a vantagem para o vice-líder Sebastian Vettel, que completou a prova apenas em quarto.

Hamilton vence com facilidade na Espanha e aumenta vantagem no campeonato

A segunda posição em Barcelona ficou com Valtteri Bottas, que assumiu o terceiro lugar na tabela, mas a distantes 20 pontos do alemão da Ferrari. Depois da saraivada de críticas nas últimas semanas pelas encrencas na pista, Max Verstappen teve sua melhor atuação na temporada e, com uma estratégia de um pit stop, contra dois de Vettel, completou o pódio na terceira posição. O holandês ainda conseguiu resistir nas voltas finais mesmo com danos na asa dianteira após um contato com a Williams de Lance Stroll.

Hamilton, Bottas e Verstappen, os três primeiros na Espanha (Foto: Reuters)

Completaram a zona de pontuação, da quinta à décima posições, Daniel Ricciardo (RBR), Kevin Magnussen (Haas), Carlos Sainz (Renault), Fernando Alonso (McLaren), Sergio Perez (Force India) e Charles Leclerc (Sauber).

Entre os abandonos, destaque para a quebra da Ferrari de Kimi Raikkonen e pelo perigoso acidente causado por Romain Grosjean ainda na primeira volta, quando ele tirou da prova não apenas a si próprio, como Pierre Gasly e Nico Hulkenberg.

Assista aos melhores momentos do GP  A Rede Globo TV

Resultado final do GP da Espanha (Foto: Reprodução/rede social)

GloboEsportes

Fórmula 1, 24 anos sem Ayrton Senna

ayrton senna 1993 interlagosSenna morreu no dia 1º de maio de 1994, durante o GP de San Marino. Ao fazer a curva Tamburello, ele perdeu o controle de sua Williams e se chocou contra um muro de concreto. Um dia antes, o austríaco Roland Ratzenberger já havia falecido, também na pista. A fatalidade parou o Brasil e revolucionou a Fórmula 1, que fez uma revisão completa em suas regras de segurança.

Ayrton Senna da Silva foi um piloto brasileiro de Fórmula 1, três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991. Foi também vice-campeão no controverso campeonato de 1989 e em 1993. 

“Uma batida desperta coisas dentro da gente que normalmente não existem. É uma batalha interior, uma verdadeira guerra psicológica, uma situação que mexe com a razão da gente mesmo quando se quer controlar a cabeça e os instintos. Acidentes mostram como somos frágeis e um erro, um simples problema mecânico, pode nos deixar abalados mentalmente, fisicamente ou até nos tirar a vida.”
Essas palavras, tristemente proféticas, foram ditas por um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1, Ayrton Senna, que no dia 1.º de maio de 1994, em Ímola, tornou-se vítima de sua paixão pela velocidade. Os 21 anos que se passaram desde sua morte não foram suficientes para que Senna fosse esquecido. Muito pelo contrário. Seu legado faz parte da rotina da categoria, a começar por um aspecto vital: a segurança dos pilotos.

Nascimento: 21 de março de 1960, São Paulo, São Paulo
Falecimento: 1 de maio de 1994, Ímola, Itália
Altura: 1,75 m
Sepultamento: Cemitério do Morumbi, São Paulo
Cônjuge: Lilian de Vasconcelos Souza (de 1981 a 1982)
Filiação: Neide Senna da Silva, Milton da Silva

Senna 20 anos sem o piloto

Esse vídeo foi feito ema 18 de abril de 2014 durante uma exposição do Ayrton Senna que aconteceu em um Shopping Villa-Lobos em São Paulo – Brasil. Em homenagem ao lendário piloto brasileiro de Formula 1 Ayrton Senna que nos deixou há 21 anos, assista:

Link da minha participação ( Paulo R Tamer ) no Jornal O Estado SP,  homenagem ao Piloto Ayrton Senna  no Twitter

 

F1 GP do Azerbaijão, Lewis Hamilton vence

Lewis Hamilton vinha numa discreta terceira posição em Baku, diante do domínio de Sebastian Vettel e Valtteri Bottas. Mas, como num passe de mágica, uma série de acontecimentos mudou a corrida, e o inglês herdou a liderança a três voltas do fim para vencer pela primeira vez na temporada. E mais: o piloto da Mercedes assumiu a primeira posição no campeonato com 70 pontos, contra 66 de Vettel.

Pódio no Azerbaijão com Hamilton, Raikkonen e Perez (Foto: Reuters)

A corrida no Azerbaijão teve uma reviravolta quando Max Verstappen e Daniel Ricciardo se chocaram na briga pela quarta posição e provocaram intervenção do safety car. Bottas, que ainda não tinha feito o pit stop e liderava temporariamente, aproveitou para trocar os pneus supermacios usados desde a largada por ultramacios novos, enquanto Vettel, que já havia feito a mudança de supermacios para macios, fez novo pit stop para ficar nas mesmas condições do finlandês nas voltas finais e tentar um ataque.

Verstappen e Ricciardo batem e abandonam o GP do Azerbaijão   A Rede Globo TV

Pneu de Bottas estoura e Hamilton assume a primeira colocação  A Rede Globo TV

Assista aos melhores momentos  A Rede Globo TV

Na relargada, Vettel tentou ultrapassar Bottas, mas errou a freada no fim da reta dos boxes e perdeu a segunda e terceira posições para Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen. Mas logo depois o finlandês deu um incrível azar ao passar em cima de um detrito na reta dos boxes e ter o pneu traseiro direito furado, tendo de abandonar. Hamilton cruzou a linha de chegada com tranquilidade à frente de Raikkonen e Sergio Perez, que passou Vettel e jogou o alemão quarto.

Completaram a zona de pontuação, da quinta à décima posições Carlos Sainz (Renault), Charles Leclerc (Sauber), Fernando Alonso (McLaren), Lance Stroll (Williams), Stoffel Vandoorne (McLaren) e Brendon Hartley (STR).

Resultado final do GP do Azerbaijão (Foto: Reprodução/rede social)

GloboEsporte